Café Fotográfico 5

© Penna Prearo

“O Café Fotográfico é projeto que reúne, de tempos em tempos, fotógrafos e outros Profissionais da Imagem para um encontro com discussões e palestras sobre a área da Fotografia. Mediado por Marco Aurelio Olimpio, fotógrafo paulistano especializado na fotografia de shows, a cada edição, conta com a participação de um convidado especial que nos ajuda a mostrar o panorama da Fotografia dos últimos anos, bem como os caminhos para onde aponta o futuro desta Arte. ”

“Nesta edição Penna Prearo, fotógrafo paulista que iniciou sua carreira em 1972 quando registrava shows e peças de teatro vêm mostrar um pouco de sua produção em mais de 40 anos de carreira onde colaborou em revistas como Placar, ShowBizz, Caras e Trip, e nos jornais Folha e O Estado de São Paulo… .”

“Participação gratuita. 70 lugares.”
“Recepção por ordem de chegada no local do evento.”

Segunda, 11 de setembro às 19:00 – 21:30
Livraria Martins Fontes
Av. Paulista 509, 01311910 São Paulo

*Fotografia do acervo pessoal do entrevistado © Penna Prearo

Saiba + Evento organizado por Imagens Musicais/Cursos

Anúncios

A SP-Arte/Foto já está a toda!

A Feira de Fotografia de São Paulo traz lançamentos editoriais, visitas guiadas gratuitas, conversas com especialistas e estandes de 32 expositores de destaque na cena.  O ato fotográfico e suas múltiplas linguagens estão em foco, venha ao Shopping JK Iguatemi e veja de perto.

Venha celebrar a fotografia na SP-Arte/Foto/2017!

Quinta a sábado, 24 a 26 de agosto: 14h–21h
Domingo, 27 de agosto: 14h–20h
Shopping JK Iguatemi, 3º piso
Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2041

http://www.sp-arte.com/foto/

Veja 10 livros de fotografia africana fundamentais por Ben Krewinkel.

Por Ben Krewinkel

RADAR ZUM

O fotógrafo e historiador holandês Ben Krewinkel se apaixonou pela cultura africana nos anos 1990, quando estudava a história moderna do continente. Viveu na África do Sul por um ano e visitou outros países, já interessado em fotografia, mas só se tornou fotógrafo depois, quando também iniciou uma ampla coleção de fotolivros.

Atualmente, é o criador e editor do blog África em fotolivros, uma referência sobre a produção de livros de fotografia africanos. “Depois de ter uma cópia de Pão nosso de cada noite, do fotógrafo moçambicano Ricardo Rangel, comecei a focar mais seriamente em livros sobre a África ou de artistas africanos, que, no início deste século, não eram muito fáceis de encontrar em livrarias holandesas”, conta Krewinkel.

Segue uma prévia da lista dos 10 fotolivros africanos de maior destaque na coleção do fotógrafo e historiador holandês Ben Krewinkel. Veja a lista completa no site da revista ZUM .

Pão nosso de cada noite, de Ricardo Rangel, 2004

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pão nosso de cada noite foi publicado como um presente para Ricardo Rangel, um dos fotógrafos mais importantes de Moçambique. Gosto deste livro por ter um escopo muito específico. Rangel fez as fotos nos anos 1950 e 1960 em Lourenço Marques, antigo nome da capital do país (hoje Maputo). O trabalho é um estudo fotográfico da rua Araújo, a região da prostituição perto do porto, na época em que o país era colônia portuguesa.

Nada é em vão (2017), Emmanuelle Andrianjafy

Nada é em vão, de Emmanuelle Andrianjafy, 2017

Este livro acaba de ganhar o prestigioso prêmio de primeiro livro da editora britânica Mack (First Book Award). A fotógrafa malgaxe realizou o projeto em Dacar, no Senegal, um local desconhecido para ela. Explorar uma cidade nova é também o tema do meu atual projeto fotográfico, em Niamey, capital da República do Níger. Andrianjafy e eu estamos em terrenos parecidos em nossos trabalhos.

Ben Krewinkel (1975) é fotógrafo, historiador e crítico de fotografia. É mestre em História e Estudos Fotográficos e leciona fotografia na escola de jornalismo de Utrecht, na Holanda. Publicou dois fotolivros com temática africana: Uma vida possível (2012) e Procurando por M. (2014).

Continuar lendo

 

Fotografia – Tendência na decoração

POR DIEGO REVOLLO
“A FOTOGRAFIA SE DESTACA”

Na coluna de julho da revista “Casa e Jardim, o arquiteto Diego Revollo fala sobre o poder de uma fotografia em um projeto de decoração.

Minha paixão por arte sempre me acompanhou nos meus projetos, principalmente por obras fortes e de grandes dimensões. No meu trabalho, procuro deixar a escolha das obras para o final, porque ela pode e deve melhorar o conjunto. Entendo que não existe regra e, por essa razão, costumo experimentar e ver pessoalmente o resultado no local para dar meu aval final.

Não se trata de uma regra, mas, em geral, é possível conseguir ótimos resultados na decoração utilizando fotos de grandes formatos de fotógrafos menos consagrados ou amadores. Separei alguns exemplos de projetos de minha autoria em que a fotografia foi decisiva para deixar o ambiente mais bonito, marcante e único.

diego-revollo-sala-quadro-sofa (Foto: Casa e Jardim)
Por Diego Revollo (Foto: Casa e Jardim)

1. Loft Vila Leopoldina

Acabo de voltar de Como, na Itália, onde um projeto meu foi vencedor no A Design Award & Competition; premiação que prestigia mundialmente as melhores produções de design criadas por profissionais do mundo todo. É um projeto de 2013 que ainda hoje repercute bastante e causa impacto por conta da fotografia usada em uma das paredes sobre o sofá. Penso, e tenho certeza, que a escolha da obra da Adriana Duque foi fundamental para deixar o conjunto mais forte e interessante. Nesse ambiente que é comprido o sofá em “L” percorre na sua maior dimensão toda a parede da janela e induz nossos olhos a esse percurso fazendo com que a foto funcione quase como um alvo. O branco e o rosto “espacial” foi escolha proposital e certeira, que causa impacto e deixa o projeto com ares do futuro.

Como tudo ali é integrado, usei o mesmo recurso sobre a cama, já que ela seria vista a partir da sala. Aproveitei para sugerir a foto de uma escada em espiral do fotógrafo Marcelo Penna.  Continue lendo→

quarto-quadro-cama-diego-revollo (Foto: Casa e Jardim)
Por Diego Revollo (Foto: Casa e Jardim)

Nesta terça-feira, dia 4 de julho, abertura da exposição de Elliott Erwitt, Vida de Cão.

“O lendário fotógrafo Elliott Erwitt, prestes a completar 89 anos, é conhecido por sua irreverência e ironia na hora de apontar uma câmera. Mais do que fotos de celebridades e registros do dia a dia das cidades por onde passou, foram seus registros como agudo observador do mundo canino que o destacaram no cenário internacional. O resultado dessa fascinação poderá ser visto na exposição Vida de Cão, que estreia na Galeria de Fotos do Centro Cultural Fiesp, no dia 4 de julho. O espaço fica aberto à visitação diariamente, das 10h às 20h, com entrada gratuita, até 24 de setembro.”

Serviço:
Exposição Vida de Cão
Período: 4 de julho a 24 de setembro de 2017
Horários: diariamente, das 10h às 20h
Local: Galeria de Fotos do Centro Cultural Fiesp (Avenida Paulista, 1313 – em frente à estação Trianon Masp do Metrô)
Classificação indicativa: Livre
Fotógrafo: Elliott Erwitt
Curadoria: João Kulcsár
Agendamentos: de segunda a sexta, das 10h às 18h, pelo telefone 11 3146 7439.
Grátis. Mais informações em www.centroculturalfiesp.com.br.

BOLSA DE FOTOGRAFIA Inscrições abertas para a Bolsa de Fotografia ZUM/IMS 2017

“Em sua 5ª edição, a Bolsa de Fotografia ZUM/IMS selecionará dois projetos inéditos de artistas e fotógrafos para que desenvolvam e aprofundem seu trabalho no campo da fotografia, nas mais diversas vertentes, sem restrição de tema, perfil ou suporte.”

“Cada bolsa tem o valor de R$ 65 mil, e os selecionados terão um prazo de oito meses para a entrega dos resultados finais dos projetos, que serão incorporados à Coleção de Fotografia Contemporânea do Instituto Moreira Salles. Os dois projetos ganhadores serão anunciados em agosto aqui no site da revista ZUM.”

As inscrições vão de 02 de maio até o dia 2 de julho de 2017.

O cartaz de divulgação desta edição foi elaborado pela designer Julia Masagão.

Para mais informações:

Leia o edital da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS 2017

Veja a página de Perguntas Frequentes

Baixe a Ficha de Inscrição

Revista ZUM/IMS 2017